Temer assina decreto que cria a rede Brasil Mulher

Temer assina decreto que cria a rede Brasil Mulher

Compartilhe isso:

Publicado 07/12/2017, no site do Planalto.

Em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer assinou o decreto que institui o Brasil Mulher, uma ampla rede de mobilização com objetivo de integrar atores da sociedade para a conquista de um país mais democrático, com oportunidades, direitos e garantias igualitárias. Participaram da cerimônia, o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, a secretária Nacional de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, a coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Soraya Santos e a ministra da Advocacia-Geral da União, Grace Mendonça, entre outras autoridades.

O presidente ressaltou a garantia constitucional da igualdade entre mulheres e homens e ressaltou a importância da política para as mulheres na busca da autonomia econômica e nos espaços de poder.

“Hoje quando se monta a rede brasil mulher eu vejo que a ideia é fazer com que os homens participem desse movimento. Não foi sem razão. Tudo isso queremos promover sua maior autonomia econômica e sua maior participação da mulher na política”

A secretária Fátima Pelaes, ressaltou a importância da criação do Brasil Mulher como uma estratégia de implementação da agenda 2030 da ONU, onde em seu artigo quinto declara a necessidade de alcançarmos a igualdade de gênero e o empoderamento de todas as meninas e mulheres.

“O Brasil Mulher nasce com a proposta de se tornar um marco na forma de implementar ações, concretizando um novo papel para o Estado, que reúne forças e se soma à sociedade na construção de uma sociedade mais justa, desenvolvida e igualitária”.

Qualquer organização pública ou privada pode e deve fazer parte desse movimento. “Como numa grande corrente, pretendemos juntos, homens e mulheres, com a força de cada elo, mudar a realidade promovendo o desenvolvimento social, o combate a violência contra as mulheres e o desenvolvimento pleno da democracia no nosso país”, reforça.

#BrasilMulher

O Brasil Mulher vai atuar em eixos como saúde, educação, autonomia econômica e igualdade no mercado de trabalho, enfrentamento e combate à violência e fortalecimento da participação feminina em cargos públicos.

Segundo o decreto, o Brasil Mulher terá um comitê executivo, compostos por integrantes da Secretaria de Governo e ministérios da Justiça, Educação, Trabalho, Cultura, Desenvolvimento Social e Saúde. A coordenação será da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, que irá integrar representantes de outros órgãos públicos federais, estaduais, distritais, municipais, organismos internacionais, organizações da sociedade civil e entidade empresariais.