Rodrigo Drable (MDB) busca junto ao Governo do Estado a reabertura do Restaurante Popular

Rodrigo Drable (MDB) busca junto ao Governo do Estado a reabertura do Restaurante Popular

Compartilhe isso:

O prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (MDB), se reuniu nesta segunda-feira (1º), com a subsecretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Diane Arrais, e equipe técnica do órgão. O tema central do encontro foi a realização de um diagnóstico do Centro de Referência Alimentar do município, o antigo Restaurante Popular. A meta do prefeito é reabrir a unidade o mais breve possível.

– Hoje é um dia muito especial para Barra Mansa. Há algum tempo sonhamos com a reabertura do nosso Restaurante Popular. É algo que gostaríamos de já ter realizado. Mas, hoje, com apoio e empenho do nosso governador Wilson Witzel, esse sonho está bem próximo da realidade. Fizemos a visita técnica e verificamos a estrutura do Restaurante. Eu tenho certeza que em breve, o governador vai vir aqui dar essa boa notícia. A segurança alimentar é essencial para o desenvolvimento do nosso município. Nós temos o compromisso de ver essa unidade reaberta, funcionando e atendendo a nossa população – disse Rodrigo Drable.

Durante a visita, a subsecretária ressaltou que se surpreendeu com o estado de conservação do Restaurante Popular. “Vamos instalar os procedimentos necessários para a reabertura do Restaurante Popular, inclusive com propostas para avançar efetivamente no Projeto de Promoção Integral visando atender ás múltiplas necessidades dos cidadãos. Estou saindo daqui muito animada”, destacou.

Ainda no decorrer da visitação foi avaliada a necessidade de revisão nos equipamentos, substituição de algumas telhas e pintura do imóvel. A visita foi acompanhada pelo presidente do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura, Alexandre Bikel, a secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Ruth Coutinho, a Rutinha e o comerciante J. Chagas.

O Restaurante Popular de Barra Mansa foi inaugurado em 2005 e servia em média 1,3 mil refeições por dia e aproximadamente 500 cafés da manhã. Em 2015 a unidade teve suas atividades parcialmente paralisadas em função da dívida acumulada pelo Governo do Estado. Com o agravamento da situação financeira, em setembro de 2016, o Restaurante encerrou suas atividades em definitivo.