Pezão promete mais 100 policiais para Queimados e não descarta chamar Exército

Pezão promete mais 100 policiais para Queimados e não descarta chamar Exército

Compartilhe isso:

Um dia após duas pessoas morrerem e oito terem ficado feridas no ataque de bandidos a um bar no Centro de Queimados, o prefeito da cidade, Carlos Vilela se reuniu pela manhã com o governador Luiz Fernando Pezão. Pezão disse que vai atender ao pedido do prefeito, feito em seis diferentes ofícios desde o inicio do ano, no sentido de aumentar o efetivo de PMs na cidade em pelo menos 100 homens. Ele anunciou ainda a transferência da 1ª Companhia do 24º BPM para o bairro Nova Cidade. Pezão não descartou pedir tropas federais para aumentar a segurança de Queimados.

Durante a audiência, Pezão ligou para o secretário de Segurança, Roberto Sá, e o comandante geral da PM, Wolney Dias Ferreira, para que tomem providências no sentido de atender às solicitações de Queimados quanto ao reforço na segurança. “Determinei ao secretário de Segurança e ao comandante da Polícia Militar que agilizem o reforço de policiais em Queimados. Temos que dar uma resposta rápida e eficaz”, afirmou Pezão, dizendo que a polícia tem que ser rápida na elucidação do crime de domingo, classificado pelo prefeito como “um ato de terrorismo”.

Participaram ainda da audiência os secretários de Governo, Max Lemos, e de Educação, Lenine Lemos, e o deputado estadual Rafael Picciani. “Nós estamos fazendo nossa parte. Já oferecemos ao governo do estado um espaço para a 1ª Companhia, consertamos viaturas policiais, demos gasolina. Mas não temos poder de polícia nem armas. Precisamos da ajuda do estado e da União”, salientou Vilela.

Pedido antigo

Desde o início do ano, o prefeito Vilela tem enviado ofícios ao comando geral da PM solicitando, em especial, a transferência da 1ª Companhia, que hoje funciona no 24º BPM, para o bairro Nova Cidade, com o objetivo de desarticular a criminalidade que vem crescendo na localidade e adjacências.

A instalação da 1ª Companhia no Nova Cidade chegou a ser acordada com comando da PM, conforme detalha o ofício de julho passado, com a Prefeitura se comprometendo a implantar uma sede e a infraestrutura necessária para o funcionamento do destacamento naquele bairro. O que foi feito. O local está pronto, mas a cidade segue desde então aguardando a decisão da PM de fazer a transferência dos policiais.

Fonte: Prefeitura de Queimados.