Lauro Fabri – Em 2020 vamos escrever a mais bela história dentro da nossa Varre-Sai em relação ao MDB

Lauro Fabri – Em 2020 vamos escrever a mais bela história dentro da nossa Varre-Sai em relação ao MDB

Compartilhe isso:

Em 2003, com 25 anos, eu sonhava, como todo jovem, em ver a transformação do meu país. Era radialista, amava interagir com o povo e logo me identifiquei com um partido político.
Ainda não existia a internet, mas foi na escola que aprendi que o Movimento Democrático Brasileiro era o partido do povo. Me filiei a convite do meu tio, na época o então amigo de infância Jean Pierre levou a ficha de filiação na Rádio e, desde então, estou filiado ao partido.

O que me encantou no MDB foi a identidade partidária, a história que carregava, a luta contra a Ditadura. Sabemos que a Ditadura fechou sindicatos e instituições estudantis, liquidou com as liberdades individuais, fechou o Congresso Nacional e cassou, perseguiu e exilou líderes e, por fim, foi essa mesma ditadura que também através do Ato Institucional nº 2 acabou com todos os partidos políticos.

O PMDB então se tornou o único canal de expressão popular, o MDB, foi o protagonista do direito mais elementar do povo: A liberdade! Essa história é contada por todos, mas foi só em 1985, 20 anos depois que a Ditadura seria derrotada. O MDB lutou para a população ter o direito ao voto, para poder escolher os seus próprios governantes. O Movimento Democrático Brasileiro, até os dias de hoje, é o MAIOR partido do Brasil.

Nossos defeitos talvez sejam explicados principalmente pela nossa maior qualidade, o número de simpatizantes do partido, que permitiu que o partido tivesse de tudo. Este é o nosso maior defeito, curiosamente também é nossa principal virtude: um partido grande, amplo e heterogêneo. Assim também é a nossa sociedade e nem por isso podemos esquecer das nossas virtudes ou culpar todo mundo por alguns defeitos.
Eu sempre vejo erro de pessoas, mas não de partido, por isso estou ainda no MDB desde 2003 e nunca fui filiado a outro partido.

Estamos no ano de 2020 e todo mundo conhece a minha história política que parece um pouco, numa visão pessoal, uma luta como a do MDB de tentar ser diferente dos poderosos, de tentar mostrar à população que existe um outro caminho onde o povo será privilegiado por ter voz, por ser tratado de igual para igual e ter os seus direitos reconhecidos: saúde, educação, esporte, lazer e cultura, porque a alma de um povo está em suas raízes.

Em 2020 vamos escrever a mais bela história dentro da nossa cidade em relação ao MDB.
No Brasil o partido demorou muito para provar que o povo merecia ter voz. Vamos mostrar que essa história se repete um pouco na nossa pequena Varre-Sai, pois, o povo merece conhecer a verdade.

Vamos Juntos!

Devemos entender que a troca de um partido para outro nada representa em relação ao seu plano, ao seu objetivo ou a forma de pensar.
Não se trata de trocar Pedro por Paulo ou Paulo por Pedro. A mudança de verdade é o povo que faz.

Lauro Fabri, Jornalista, foi candidato a Prefeito pelo MDB, obtendo 47% dos votos em 2016.